Afinal a vida foi,é...e será sempre um desafio na sequência sólida de percorrer caminhos que se ajustem à reflexão equilibrada e tolerante, onde os projetos nunca acabem, e se definam cada vez mais naquilo que queremos ser, e não no que os outros querem que nós sejamos...
Perceber que refletir e concluir são atos que não podem estar confinados apenas ao reflexo daquilo que experimentamos sozinhos, ou obcecadamente vemos nos outros,caindo assim na tentação de criar verdades absolutas agarradas a pressupostos com falta de equilíbrio identificativo da nossa própria vontade...
Não podemos nem devemos querer para os outros aquilo que foram momentos nossos,e ajustados apenas e só para nós próprios...
Fazer crescer é educar e tentar ser amigo,é procurar limar com valores acrescentados os passos próprios de uma imaturidade pela qual quando jovens naturalmente passamos,e ou se está bem atento,ou então ficamos apenas por nossa conta,e isso pode ser muito perigoso...
Sinto sinceramente que os "meus" me olham com a admiração de quem foi livre de escolher o seu próprio caminho,com responsabilidade e dispensando cópias comportamentais,mas entendendo que a partir de uma "base experimentada" também podemos ramificar genuinamente o nosso próprio"eu"...
Só se vive uma vez,e tirar originalidade a um ser,é limitar as emoções que estavam reservadas para cada um,e isso eu penso que não é justo...

Custódio Cruz

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

Aprender com a nossa sombra,e fixar os olhos em outras...

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Mercado da Figueira e a sua afirmação tradicional,ou o impedimento do "ano zero" no capitulo turístico...



Em Lisboa há o Mercado da Ribeira,pois há,mas também há "milhentos" Mercados Tradicionais preservados,mas como na nossa terra os inspiradores do nosso desenvolvimento turístico.se cingem refletivamente a sujeitos que nunca exerceram o que aprenderam,e que se sentam em secretárias por caprichos formatados em hipocrisias politico-sociais,logo fazem florescer ideias vagas e abstraídas do essencial das questões,e onde a presunção,a vaidade e o oportunismo pessoal,"ganham direitos" que não servem as causas publicas,e pior do que isso,impulsionam atentados onde o dito direito em rigor,espero saiba dar resposta à defesa de uma verdade que não deixe alterar destinos consolidados e protetores do que é de todos,e não só,das novas opções,que são mais velhas que o cagar,e que também cheiram sempre o mesmo naquilo para o que foram criadas.
Se querem um novo espaço com uma  nova realidade social,para "abanarem as bundas",ou exibirem um novo fato,olhem então para o Edifício o Trabalho,pois naqueles cantos e recantos do majestoso Parque Cine,e que outrora destruíram para solidificar "uma ideia do outro mundo",e por ter falhado em toda a linha,quem sabe agora se crie uma mais valia para somar a outra já afirmada,e que não se quer excluída,por exigência das opções que são intemporais,e numa linha direta ao tempo dos bons valores.
O ano zero,foi uma expressão interessante que se soltou ao que se diz,de um equivoco identificativo,mas que me fez pensar naquilo pelo qual volto a referir,darei a vida por uma causa que me há-de enobrecer nem que seja depois da morte.

Enfim,cada um tem os seus sonhos...
Custcruz
Mercado Engenheiro Silva da Figueira da Foz

http://www.cmjornal.pt/sociedade/detalhe/mercados-de-lisboa-ganham-novo-rosto Ler mais em: 


Mercado de Arroios inaugura após reabilitação - País - RTP Notícias

MERCADOS

Os Mercados Municipais são o coração dos bairros residenciais.
A azáfama começa cedo para que sejam colocadas, à disposição de todos, as melhores iguarias, dos peixes às aves, dos legumes e hortaliças aos frutos mais apetecíveis. Um turbilhão de cores e cheiros que não encontra noutro sítio.
Não costuma ir ao mercado? Experimente fazer uma visita a estes espaços surpreendentes e traga a família consigo. Os mais pequenos vão adorar!
Nos mercados de Lisboa existem lojas de diferentes produtos e serviços, bem como caixas de pagamento automático (ATM) para maior comodidade dos seus clientes.
Conheça-os melhor aqui!

LISTA DE MERCADOS

Mercado de Campo de Ourique
Mapa
Satélite

domingo, 29 de janeiro de 2017

Será que alguém me entende?



Ser-se genuíno,
e ter-se a capacidade de perdoar,
é muito mais do que caminhar na vida solitariamente entre uma multidão.

custcruz


sábado, 28 de janeiro de 2017

No limiar da emoção,só uma nova atitude faz brilhar um mundo...


No artificio da voz também se conquista, 
no timbre que se sonha também se ilude, 
no pleno da alma, 
ou se tem para dar, 
ou nunca se oferece o que não nos pertence..

Custcruz

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Dugarry,o sábio patético,e os 30 milhões do Paris Saint-Germain pelo português Gonçalo Guedes...


Tem burros que falam em Português,em Alemão,em Espanhol...e claro,também em Francês..
O Gonçalo Guedes,não tem posição definida no campo,e por isso não vale os 30 milhões que o Paris Saint-Germain deu por ele...
Mas ó Dugarry,por acaso sabes o que significa dinamismo coletivo?
Sabes meu "Burro",quando tu jogavas,e naturalmente sem saberes,tu só eras útil quando o teu treinador muito antes,olhava para o grupo e potenciava as características de cada um,e sabes que mais, esfregava as mãos de contentamento quando também podia contar com o protagonista do imprevisível,é que assim o pragmatismo táctico era menos anulado pelos adversários...
E sabes que mais ainda ,é que este puto de "anarca" não tem nada,mas de talento tem o suficiente para marcar a diferença num jogo,assim como outros o fizeram para tu te poderes vangloriar por exemplo com aquele título de Campeão do Mundo de 98.onde a tua seleção evidenciou a tal dinâmica sonhada com o que se tinha.jogando com um meio campo seguro,laterais que atacavam e defendiam com extrema eficiência,e onde o ataque tinha o toque dos deuses,ou melhor,do Deus Zidane.
Ele poderá não ser o Deus Zidane,mas à dimensão com que tu executavas o teu papel de avançado.até pode ele te igualar com alguma facilidade,já que tu até eras muitas vezes substituído pelo Trezeguet,por só saberes fazer aquilo e aquilo mesmo...
Anda lá, dá crédito ao puto,como te deram a ti,e quem sabe ele seja campeão de alguma coisa,nem que seja pendurado no teu pessimismo patético...
Epa.ele não foi Campeão Europeu por Portugal,mas viste como o Éderzito,protagonizou aquela de Éderzão,e mandou rifar o teu País?
Vês,também não davas nada por ele,pois não ?
Um "momento mágico na vida ou no futebol",sonha-se e persegue-se,e não é de certeza com "sábios" como tu que alguém vai a algum lado...

Jogas-te à bola não foi?
Foste Campeão,não foste?
Ok...agora cala-te...
Um falso Jogador...
O que é isso?

custcruz

PARIS SAINT-GERMAIN
«Como é possível pagar 30 milhões por um falso jogador» – Dugarry
10:35 - 27-01-2017

O antigo internacional francês Christophe Dugarry não compreende a razão do Paris Saint-Germain ter investido 30 milhões de euros em Gonçalo Guedes (ex-Benfica)e afirma que o português não tem uma posição certa em campo.

«Não é possível… Gonçalo Guedes é um falso médio, um falso extremo e um falso avançado. Para um falso jogador é engraçado, mas não é possível comprar o seu passe por 30 milhões de euros. Ele pode jogar em várias posições? Pois, é porque não sabemos qual é a sua posição, pelo que espero que ele não acabe como eu», ironizou Dugarry, em declarações à RMC.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

SOS Figueira da Foz...

Autárquicas 2017

A filosofia de voto já só pode ser uma...


Autárquicas 2017...a filosofia de voto só já pode ser uma...


Salvar a nossa terra das garras de "estrangeiros" e de traidores que por cá "abortaram"...

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

A luz da nostalgia...e o amor pelas emoções fieis...

Eu sei o que isto é... Bastava um espaço, umas balizas mesmo que de troncos enrolados, um monte elevado e tão imponente quanto os nossos sonhos, as ervas vadias soltas ao vento, as árvores firmes segurando os ramos deambulantes que nem bandeiras da nossa cor, como numa enchente que nos incentivava a vencer o desafio, puxando por nós e por todos aqueles para quem a pureza dos sentimentos chegava para ser feliz... Eu sou um fruto do futebol de rua, viciado no jogo da paixão, vivo sem esquecer de onde vim, caminho a relembrar tudo aquilo que me deram sem nada exigir em troca... Eu amo verdadeiramente o futebol... custcruz

sábado, 21 de janeiro de 2017

Porque tu és quem és...e não há ninguém como tu...



É na felicidade pura que a vida mais nos premei-a,
são os sonhos que fidelizam os sentimentos,
quanto mais nos encontrarmos a nós próprios,
mais a história difere do girar do mundo...

custcruz

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Naval desiste de participar na segunda fase do Campeonato de Portugal:

c
Fotografia: Carlos Manique/Global Imagens
Naval desiste de participar na segunda fase do Campeonato de Portugal

Um dia li num jornal um "desabafo"de Aprígio Santos,onde este manifestava a mágoa de "estar refém" da Naval 1º de Maio,e isto por força da conjetura incerta criada com a sua gestão...
Pergunto "inocentemente"...

Mas porquê?

Já alguém fez a pergunta?
O que se esconde para tolher um novo rumo para o clube?
O que prende o atual Presidente à Naval?
Há dias aparece um jovem jogador da Naval,com um "texto lindo"e a filosofar sobre o futuro,mas ignora,ou não tem conhecimento, porque os princípios que nos trás não têm validade para avançar com segurança...
Mas o rapaz até tem razão!!
Então?
Não dá mesmo para avançar na história ?
Então porque não?


Agora,vejo muitos Navalistas,a quem sem dúvida lhes reconheço essa designação,mas como o fizeram em tempos onde podiam ter colocado objeções ao rumo traçado para o clube dos seus corações,continuam a optar estrategicamente entre silêncios medrosos,ou de sanguessugas ávidas na crucificação de um só responsável...

Estranho, não?

Uns estão longe da Figueira,mas não tanto que os impedisse de ao tempo certo,de se terem manifestado contra o que era mais que evidente...

No entanto,um lugar na bancada nos "jogos grandes",foi sempre preenchido para satisfação dos seus egos mais refinados...

Outros,fizeram parte das direções que nos trouxeram a este terrível suplício,e nem na altura falaram,e ainda menos neste tempo quase irremediável,se mostram enquanto "meninos da Naval",com esclarecimentos a que eles próprios anuíram,e dos quais também agora se desmarcam...

Mas porquê?
O que sabem eles?
Andem lá,digam tudo o que não se sabe,é que assim era mais fácil aparecer quem ame a Naval e avance para uma nova era...
Silêncios loucos,é o que é...
Mas fica aqui a promessa,vou recuperar a minha condição de sócio,e na próxima oportunidade,vou perguntar tudo sobre aquilo que ninguém tem coragem de o fazer...
A minha vida com "os mandões da nossa terra",não está fácil,mas acreditem,que farei guerra com quem me aparecer,pois se um desejo tenho de coração,é voltar a ver a Figueira com um novo rumo,onde os figueirenses não se sintam subjugados por estrangeiros ou prostitutos,que nada têm a ver conosco,e devem ser excomungados de tudo o que determine o nosso futuro...
Entretanto,e agora,desculpem lá,que tenho aqui outra notícia para ler... 
 REMO 
 Navalista Catarina Norinho,muito perto da Seleção Nacional.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Naval /Sporting em Juniores,ou o bater forte do coração Navalista...


Bate forte o coração navalista,e sábado no Bento Pessoa(sintético),é o verde da esperança que dá ânimo à quarta coletividade mais antiga de Portugal.
Os protagonistas também são as dedicações que sendo mais que simpatizantes ou filhos do clube,certificam as condições do "palco dos sonhos",ultimam o brilho dos espaços onde se cruzarão "os bravos da bola",orientam os caminhos de quem só se pode orgulhar por ter conseguido que a Figueira da Foz seja ponto obrigatório de passagem para os distintos.
O mundo do futebol vai ter neste sábado um grupo de jovens a elevar a nossa cidade,o nosso concelho,um dos clubes da Figueira que há mais de 100 anos deu,deu...e voltou a dar,e que só faz pairar dúvidas em mentes limitadas por egos doentios,porque para quem ama a nossa terra verdadeiramente,não existe limitações para a alegria que nos dá cada coletividade que abraça de forma arrepiante o estandarte amarelo e verde.
Vai de certo ser emocionante,mesmo que não exigindo tanto assim "aos sonhadores navalistas",aquilatar da capacidade psicológica perante um embate onde os sustentáculos de cada equipa diferem num aprumo estrutural,mas que ainda assim,muitas vezes nada valem dentro das quatro linhas,e para isso,basta a audácia com que se perceba em primeiro lugar,"...que viver a vida é um privilégio,e que conquistar em cada desafio que esta nos lança,é marcar a diferença com que os outros nos deixam de subestimar,e nos passam a respeitar enquanto afirmações capazes...".
Não sei que equipa se vai apresentar para defrontar o Sporting Clube de Portugal,e isto face à filosofia adotada na gestão formativa dos atletas,sendo eu defensor de que a máxima força deveria ser a resposta,vou e acredito no que também todos vão acreditar,que quem quer que corra à velocidade deste sonho,nos irá dar muitos motivos para que naquela tarde possamos ser muito felizes.
Sábado,vou dar folga à vontade de fazer mais uns trocos,fechar mais cedo o "Canto Lusitano",e caminhar mais uma vez por um trilho que tantas vezes me levou à inspiração dos escritos que hoje perfazem e guardo com muita saudade no "livro das minha memórias".
Venha daí,e vai ver que vai valer a pena...
custcruz

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Ora bolas,a primeira volta já lá vai...


"Ora bolas",chegou ao final da primeira volta a liga maior do Futebol Português,e por entre as incidências que o verdadeiro adepto de futebol mais deseja desfrutar,enrolaram-se trajetórias desconcertantes entre a verdade e a mentira,que tanto se justificam nas evidencias já esperadas,como se artificializam na intenção clara e demagógica de alegar o todo do fracasso de quem o deveria assumir,e não tombar no ridículo de não processar a sua imagem no seu próprio espelho.
O Futebol Lusitano,não soube ou não conseguiu no tempo certo purificar-se de um Apito Dourado,que existiu mesmo a uma dimensão bem maior do que aquela que foi punida,e assim,os vícios estão lá,e porque não acredito na generalização da desonestidade,até para aqueles árbitros que tenham no sangue o instinto da tal verdade,tudo se complica nas opções de lance para lance,de pressão em pressão,de escolha em destinos onde se coroasse a inolvidável dança mágica e vitoriosa da bola,e não o brilho fosco de uma incerteza que afasta "os adeptos paixão" dos estádios de futebol.
Acho eu,que esta achega diz tudo do que o setor de arbitragem precisa de refletir,e sobretudo também limpar definitivamente dos seus ombros,enquanto sombras de um passado que agora tenta criar "saídas airosas"para quem não as merece,e onde "papas e bispos" hão-de escrever,como está na moda,um qualquer livro para em ombros iludirem em mérito a sua passagem pelo futebol.
O Benfica,vai à frente,porque cresce em dinâmica e controla com mestria as suas emoções,respondendo mais dentro das quatro linhas à dissecação filosófica de quem não se encontra consigo mesmo,e se perde em loucuras que "assustam a bola",ou melhor,os artistas que são pagos para lhe dar "os contornos de luz" que a levem ao "fundo das malhas",mas que dependentes estão disso mesmo,da forma,do jeito,e da perícia com que os seus líderes possam agir.
Em acréscimo mais que pertinente,não deixo de elogiar e em consonância com o que sinto,e tenho visto,uma atitude Benfiquista que raramente tem deixado dúvidas na forma como articula a sua construção de jogo,percebendo-se a solidez de ideias que executa,e que lhe tem dado os resultados que a elevam ao primeiro posto.
Como não é de hoje,o favorecimento instintivo dos adeptos em relação a quem ataca e menos defende,deixem que vos diga,que este Benfica tem "uma estrela" que brilha quando a Águia deambula em erros decisivos,e numa ultima instancia impressiona como uma das maiores revelações desta primeira volta do campeonato,
Ederson,com os seus vinte e poucos anos,até arrepia pela serenidade antes e depois dos seus gestos profissionais,revelando ainda uma qualidade incrível,e que tem sido como já o referi,decisiva nesta campanha que empurra "os da luz" para o desidrato mais desejado.
Assim,enquanto uns se focam no essencial,outros,e no caso do Sporting,fazem emergir muitas dúvidas na construção de um plantel,onde por exemplo um Bruno César,vive numa inconstância posicional,que só se aceita como recurso,mas não agrada como solução,e num setor,onde as trocas e baldrocas de Jorge de Jesus,demonstram uma insegurança mal solucionada na "pré-época",que como se sabe é o tempo mais capaz para alicerçar os sonhos.
Bas Dost e Gelson,são mais dois pontos altos em termos de afirmação neste campeonato,e para não se continuarem a revelar "os abonos da família leonina",era bom também que para lá de alguma solução que se possa acrescentar agora em janeiro para colmatar essas prováveis lacunas,se conquiste um verdadeiro líder para a equipa,que fale menos,e se concentre mais no seu trabalho,que não imponha a sua supremacia ditatorial,mas se aproxime de cada jogador e elabore uma filosofia com distribuição coletiva dos méritos e desméritos da equipa.
E já agora,que o Presidente dê exemplos de firmeza nos seus propósitos,mas não desbaratando indiscriminadamente "na alma" de quem o pode fazer feliz,e assim não transtornar balneários que são o habitat natural onde os segredos florescem na procura dos tão almejados Títulos.
Não será só por influência "do espirito santo",que o F.C.Porto ainda que demonstrando "um frenesim impróprio" de um Dragão conceituado,vai a 4 pontos do Líder da prova,e será mesmo por isso,que muito melhor do que jogar no marketing da afirmação pessoal,onde num quadro se fica a saber aquilo que já todos sabem,mas também nem todos concordam,possa o Mister Nuno,"agarrar os seus pupilos",e comandá-los sem os perder de mão,porque o senhor Pinto,não gosta de estar tanto tempo sem conquistar um Título,e mais agora,que a oposição perdeu o medo,e o afronta de modo decidido.
E já agora,que não entre na tentação de reduzir "o campo à sua equipa",pois o seu melhor do momento,André Silva,não lhe vai achar piada nenhuma.
Bom,entre os três ditos grandes,vamos lá ver se nenhum vê BRAGA por um canudo...
Ora bolas,vamos lá para a segunda volta...
custcruz

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Com "alguns" sentimentos pela Figueira,espera-se não arredonde objetivos apenas pelo interesse económico...




Tem 54 anos, foi nomeado administrador-delegado da Amorim Turismo S.G.P.S, presidida por Jorge Armindo, deixando o cargo de chief financial officer (CFO) da Amorim Holding, topo do Grupo Américo Amorim. Decorrente deste facto, Fernando Matos assume assim o cargo de administrador-delegado da Sociedade Figueira Praia, empresa que detém, a 100%, o Casino Figueira. Refira-se que a Amorim Turismo possui ainda 33% do capital da Sociedade Estoril-Sol (Casinos de Lisboa, Estoril e Póvoa de Varzim), e 25% da Blue&Green Hotels (Casino de Tróia, Tróia Design Hotel, Vilalara Thalassa Resort e The Lake Spa Resort). Licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), mestre em Gestão de Empresas pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE) e pós-graduado nos Estados Unidos da América, onde se especializou em gestão de casinos, Fernando Matos é uma referência nacional ao nível do negócio ao qual regressou esta segunda-feira. Natural de Torres Novas mas incondicional entusiasta da Figueira, onde reside há largos anos e donde são naturais os seus filhos, já ocupou, na viragem do século, o cargo de administrador do casino figueirense, liderando a equipa que remodelou o edifício e que renovou a última concessão de jogo (2002/2020).

sábado, 7 de janeiro de 2017

Sorrisos para continuar?


E os sorrisos são para levar em frente?
E os compromissos, a cooperação e a comunicação vão continuar?
E a equipa "à Porto" já se vislumbra?
"...Não interessa o sistema, interessa é que o nosso campo se reduza a 65 metros,porque estamos mais perto da baliza..."
Pois é Nuno,um dos trunfos que vejo na tua equipa é precisamente alguma capacidade nas transposições rápidas,e se "te plantares" por lá,não tiras partido dessa predisposição inata dos teus jogadores...
Já viste o tipo de oportunidades que tiveste durante o jogo?
Pois...foram as vezes em que o ultimo terço foi "abordado" de forma rápida e objetiva,e quando "a tua maltinha" por lá não estava a fazer pressão...
Percebes,assim tipo uma "diagonal estratégica",onde se pressiona sim "o homem da bola" na procura da sua conquista,mas no lado contrário "oferece-se" algum espaço na subida adversária ,e depois...com o timing de recuperação lança-se e explora-se o que já te disse tens de melhor e ao teu dispor.ou seja a velocidade dos teus dianteiros...
Há...e no jogo aério ofensivo,o Paços ganhou tudo,e se por lá insistes-te,não foste muito perspicaz...
É...sendo assim,não reduzas o campo à tua equipa em 65 metros ok?
Pois...se não não dá...


A equipa é jovem,é verdade,e talvez também por isso é que se revela nervosa,mas olha que em demasia,parecendo-me até que eles já não te ouvem...
Um líder,é um líder,e ou tens capacidade para te voltares a aproximar deles,ou caso contrário,vão adorar que estejas calado como estives-te hoje,vão passar por ti e ignorar-te como te têm feito ultimamente,e até...mandarem-te "uma boca" por "lapso nervoso" como te fizeram da ultima vez...
Creio que podes vir a ser um bom treinador,mas não te descuides com "a dimensão emocional da fatiota",pois ainda há pouco apenas "as defendias"...e agora o desafio é muito mais abrangente e ilimitado.
E o Pinto,achas que vai falar contigo amanhã?
Opa,volto a dizer-te.não te descuides,embora ele não goste de perder as suas opostas,é mestre a dar "palmadinhas nas costas",e sempre na esperança de algum desiquilíbrio que lhe retire responsabilidades...

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

10 anos depois,Domingos Silva vai deixar a Administração do Casino...


Dar razão à razão,
é  hoje um enorme ato de humildade...
CUSTCRUZ

É por isso que eu gosto tanto de fotografia,pois esta pode dizer-nos tanto daquilo que se precisa para também se entender quem por exemplo "se cruza connosco",quem por inerência de vida traça planos em função de objetivos que mexem muito para além daquilo que lhe pertence,e assume com determinação a frieza dos números,numa sequencia pragmática e infiel ao que o mundo hoje mais precisa.
Mas mais,muito mais do que isso,sabe-se lá o que se pode passar num cérebro habituado "a voar facilmente",onde o aconchego de uma bonita gravata entrelaçada num fato com medidas bem calculadas,são providenciais na conquista das bandeiras mais apetecidas e empoladoras do ser.
Vai chegar ao fim "um reinado",e até convencido desconfia que cumpriu na missão de quem o incumbiu,mas aí já será o tempo a certificar ou não o eco dos "loucos do momento",que por cá ficam à mercê das duvidas e esperanças que o mundo sempre dará a quem não desiste.
Bom,amigos deixa,lá isso é verdade,e decerto a quem irá fazer muita falta...